IBOVESPA 107.398,97 −6.278,28 (5,52%)

Segurança Pública

'Operação Impacto' contabiliza mais de 800 prisões em todo o Pará

Deflagrada desde o último dia 13 deste mês, a “Operação Impacto” já  realizou 713 prisões em flagrante, 179 cumprimentos de mandados judiciais, entre prisões preventivas, temporárias e recapturas, além da apreensão de 31 armas de fogo, mais de 220kg de entorpecentes e 26 pés de maconha, em todo o estado. Os dados contabilizam o período de 13 a 27 de maio. 

As ações, que seguem de forma integrada pelos Órgãos do Sistema de Segurança Pública e Defesa Social (Sieds) e Órgãos municipais, permanecem com cerca de 3 mil agentes de segurança pública atuando ostensivamente na Região Metropolitana e interior do Estado, com o objetivo de inibir e coibir ações criminosas, garantindo assim a segurança de todos e a redução dos indicadores de criminalidade. 

Segundo o Secretario de Segurança Pública e Defesa Social, Ualame Machado, a operação está sendo intensificada e reavaliada semanalmente, para que todas as medidas necessárias sejam adotadas conforme a identificação de novas ações em áreas específicas, de acordo com a mancha criminal.

"Desde o lançamento da operação “Impacto” com um número recorde de viaturas e policiamento nas ruas, além de outras ações de segurança pública com várias operações, estamos obtendo resultados satisfatórios, tendo em vista que mais de 800 prisões foram realizadas, entre elas as de lideranças criminosas e foragidos do sistema, em apenas duas semanas em todas as regiões integradas de segurança do estado. Além disso, seguimos com apreensões de drogas e armas de fogo, mantendo também o controle no sistema penitenciário com a suspensão de saídas temporárias, fiscalizações rigidas, assim como o trabalho investigativo do sistema de inteligência para que todos os crimes sejam elucidados e os responsáveis sejam presos e respondam criminalmente", afirmou Ualame Machado. 

Resolutividade 

De 713 prisões em flagrante, 190 suspeitos foram autuados pelo crime de tráfico de entorpecentes, o que resulta na desarticulação de grupos que comercializam drogas, assim como previne a prática de outros crimes como furtos e roubos, que estão interligados ao tráfico. 

Operações em andamento

Além da "Operação  Impacto", que é composta por cinco ações de policiamento ostensivo e tem participação das Polícias Civil, Militar, Científica e Penal do Estado, Corpo de Bombeiros Militar, Departamento de Trânsito do Estado, Semob e Guardas Munipais dos municípios diretamente atingidos, com ações de rondas ostensivas, pontos base estratégicos e abordagens, por meio das operações Saturação, Barreira e Incursão, essa última em conformidade com a mancha criminal de cada bairro, segue em andamento também a "Anjo da Guarda" deflagrada com o objetivo de proporcionar Segurança, através de rede de proteção, a todos os policiais da ativa e veteranos, a "Super Overlord", "Polícia Mais Forte" e a "Contraturno", que consiste na realização de Pontos Base Estratégicos nas proximidades das paradas de ônibus.

Ao longo do fim de semana,  também está sendo realizada a  "Tolerância Zero", integrada por diversos órgãos com o objetivo de promover o enfrentamento de crimes de poluição sonora e perturbação da tranquilidade, além de outros crimes que possam ocorrer em bares e casas de show. 

Interior do estado

Duas operações do "Projeto Segurança Por Todo o Pará", coordenado pela Segup também foram deflagradas, sendo a "Lago de Tucuruí", em Tucuruí e "Capim" em Paragominas, nas 9ª e 7ª regiões integradas de segurança pública, respectivamente. As ações deflagradas nos municípios polos também vão percorrer os municípios dessas regiões, visando o combate à criminalidade e segurança dos moradores desses municípios. 

"Vamos entrar na terceira semana de operações contínuas, para que possamos manter a diminuição das ações criminosas, como já percebemos nos resultados obtidos. Ressaltamos, mais uma vez, que o controle sempre será permanente do Estado e os grupos criminosos não terão vez, portanto continuaremos a fazer as ações sem data de término, para que possamos demostrar cada vez mais que o povo do Pará é um povo de paz e que merece e terá sempre segurança”, concluiu o secretário Ualame Machado.

________________

Roberta Meireles | Ag. Pará